Trilha ItaSap - De Alma Lavada

Olá pessoal.
Meu nome é Téo mais conhecido pelos muralistas por cãibrinha.
No dia 21/04, feriado de Tiradentes, tive a satisfação de participar da Trilha ITASAP com o Mural de Aventuras. Essa foi a minha segunda trilha, sendo que a minha estreia, em Sátiro Dias, foi marcada por muita dor e sofrimento decorrente de várias cãibras. Aliás como é bom pedalar sem dor.
Nosso dia começou cedo, próximo às 5:00 horas dá manhã, tomei o meu café reforçado e aproveitei o Mural Móvel para me deslocar até Itacimirim. A viagem foi resenha total as meninas, Paula e Carla, foram muito divertidas.  Chegando lá encontramos com os demais Muralistas daí então começamos a pedalar.
A trilha era nível 3, o percurso tem um início de asfalto, mas não demora para começar a estrada de chão. A ameaça de chuva era constante e não delongou para cair as primeiras gotas de água. Cerca de 20 km dos 38 pedalados foram debaixo de uma forte chuva deixando a trilha mais emocionante e apimentada.
Digo apimentada porque a forte chuva deixou o chão de terra mais escorregadio, facilitando a queda dos Muralistas. Foi o que aconteceu; nos primeiros 20km, durante uma descida, nosso amigo Tacalipau levou um lindo capote, coisa de cinema, graças a Deus não aconteceu nada grave.
Tivemos também grandes emoções na trilha, com a chuva forte o fluxo de água do rio Pojuca aumentou muito e para completar o percurso teríamos que atravessá-lo. Para tal, nosso guia cobaia teve a iniciativa de entrar na água para avaliar a altura e força. Ele nos enganou ficando de joelho no rio com a água acima do pescoço. Carla ficou muito apreensiva deu até pena, pude perceber o quanto é enorme a união entre os Muralistas.
Prosseguimos por uma mata dentro da Reserva de Sapiranga foi quando Paula quebrou a bike e teve que troca-la com Carla. Fizemos uma parada para tirar fotos, hidratarmos e avaliar o quanto estávamos sujos.
Enfim, nosso dia foi único que venha os próximos pedais. Lavamos a alma em ITASAP. Muito bom!! Bora mural. Oh Nino estamos chegando para a Trilha Pé-de-Chinelo, bota a cerveja para gelar! Julio Cezar (Cãibrinha).
CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR




































































































Um comentário:

João Ramos disse...

Trilha foi maravilhosa mesmo Téo, massa a resenha, voce se superou, parabéns!