Trilha Imbassaí - O Riacho da Sucuri e o Tuboágua

Acordo 6hs da manhã depois de ser trolado, mais uma vez, pelo despertador do celular. O ponto de encontro é no posto de Imbassaí às 7hs, com o horário apertado a brocação já começa na hora de arrumar as coisas e tomar um banho. No caminho, pausa pro café em Guarajuba, mas no final, ou melhor, no início,  cheguei as 7:10.A turma estava terminando de se arrumar, depois de tudo pronto e do bom e velho breffing partimos pro pedal.

Saímos por um pequeno trecho de asfalto e entramos numa estrada de chão e logo em seguida num single bem puxado, o sangue frio, o clima nublado mas abafado, e areia em alguns pontos foram suficientes para nos(me) deixar bastante cansados nos 10km iniciais. Eu acho que foram 10km, pois estava sem ciclo pra medir.
De repente caímos em um estradão e damos uma esticada de alguns kms, Elsao e Plech partem na frente da galera e só nos encontramos novamente em um vilarejo onde paramos pra tomar uma coca. Como não pode faltar nas trilhas do Mural, logo começamos a resenha, dessa vez encarnamos em PDF (Pai de Família) e seu óculos da vovó, eis então que surge uma figura. 
Dizendo ser amigo de Ramiro, ele logo entrou na resenha, o que sobrou pra PDF, pois quando falei que o óculos tinha um efeito degradê, o _desconhecido_ disse que estava mais pra um defeito “degradante” kkkkkkkkk depois de rirmos bastante, partiu pedal, voltamos por um pequeno trecho de estradão e em pouco tempo chegamos no “Riacho da Sucuri”.
No riacho, o óculos da vovó sofreu "bullying" mais uma vez, quando o Muralista Plech pediu emprestado pra fazer um mergulho e conseguir enxergar o fundo do rio rsrsrs.
Ainda no riacho Elsão falou que na ultima trilha alguns Muralistas tiveram coragem de atravessar uma manilha que cruzava a estrada, ligando uma lagoa maior ao riacho que estávamos, Plech (esse menino danado de 48 anos!!!) disse que ia atravessar também, e eu fui atrás (lá ele). Deu um pouco de medo mas foi uma aventura a parte, recomendo o "Tuboágua" aos mais corajosos.
Depois de um breve lanche seguimos a trilha... pegamos um pouco de tudo, single, areia, estrada, entramos na reserva de sapiranga e seguimos para o restaurante. Lá comemos uma deliciosa moqueca de caçonete, e de quebra o dono, já conhecido do Mural, ainda serviu mariscada e moqueca de arraia, muita comida para 6 muralistas, mas demos conta do recado. A comida é muito boa e com preço justo, um bom lugar para levar a família e fazer uma média com a patroa!!!
Digestão feita, só estávamos a 10km do nosso destino, uma pena que já estava acabando, mas ainda deu tempo de parar no Mirante de Imbassaí e tirar uma bela foto.
Enfim, foi mais uma trilha *TOP* do Mural e com a companhia dessa galera massa!!! Ah! antes que eu me esqueça, *Bia* brocooouuuu!!!! kkkkkkkk *Abs, Ciro Sousa*

CLIQUE NAS IMAGENS PARA AMPLIAR








































































































  x

Um comentário:

Plech disse...

Essa trilha é muito top. Valeu Ciro pela resenha. PDF, foi mal se exagerei nas brincadeiras. Mas que esse óculos é...deixe pra lá. kkkk
O banho de rio e a moqueca de caçonete foram as cerejas do bolo.
Massa!!!