Trilha do Padre

Trilha na região de Simões Filho em 27/06/2009.
Sábado de sol em pleno inverno. Uma das melhores trilhas da região (dito por quem conhece a área: Elson). Pude conferir e ratificar. Foram "treze conjuntos", como se diz no hipismo. Não tenho como citar os nomes porque não sei todos. Desculpem. Mas o que vale mesmo é saber que todos que tem o mountain bike como esporte, buscam "uma mente sã em um corpo são" e como não podia faltar a parte espiritual, oramos a O Criador da trilha e dos trilheiros e partimos.
Só estava com medo por ser a terceira trilha do ano para mim e saber que estava totalmente fora de forma, mas decidi encarar. As compensações vieram das paisagens sensasionais e das emoções proporcionadas por uma trilha muito equilibrada e completa: subida longa no barro; subida longa do asfalto; pista; descidas rápidas; um fantástico single mata adentro. Foi excelente! Até susto teve: uma queda cinematográfica de Neto. De onde eu estava, só vi a bike "decolando", mas graças a Deus, sem maiores problemas para ele e para a bike. Mas acho que hoje ele deve estar andando troncho, como se diz lá na minha terra. Um pneu furado no começo, alguns outros pequenos atrasadores (bem vindos para recuperar o fôlego) e o Pernambuco aqui chegou, mas quase sem Perna... he,he,he... Abraço a todos e até a próxima! Fernando.

Veja os vídeos abaixo.







Clique nas imagens abaixo para ampliar





































Trilha em Praia do Forte e Reserva de Sapiranga

Trilha realizada em Praia do Forte e Reserva de Sapiranga em 20/06.
Apesar o feriado do São João e muita gente viajando, partimos para mais uma aventura no Litoral Norte. Pense em uma trilha molhada! Hehehe. No dia anterior, Bastião me ligou para avisar sobre as poças de lama e as árvores caídas que tinha enfrentado na semana passada na trilha de Praia do Forte, mas mesmo assim, a galera decidiu arriscar. A trilha realmente estava bem “suja”, parecia que estávamos em um “vídeo game”, pula, agacha, desvia, escorrega... rsrsrs. Tínhamos que a tomo momento passar por diversos tipos de obstáculos, como: troncos e galhos de árvores de diversos tamanhos, pisos escorregadios, pedras, poças de lama, riachos volumosos, etc. Foi o máximo! Quando paramos para um descanso, encontramos uma jaca caída e na varanda de uma casinha abandonada nos deliciamos! Helder vacilou e caiu quando estava sendo filmado, não deixem de ver os filmes abaixo, hahaha. O desafio era maior quando tínhamos que passar pelas áreas alagadas, uma “festa” enfrentar o lameiro, hehehe. Um abraço e até a próxima. Elson.

Veja os vídeos abaixo.

Clique nas imagens abaixo para ampliar.